Capa » Resenhas » A Porta no Muro – H. G. Wells | Resenha
A Porta no Muro – H. G. Wells | Resenha

A Porta no Muro – H. G. Wells | Resenha

Quando o assunto é ficção cientifica o nome de H. G. Wells certamente está entre os citados por ser um pioneiro no gênero. No entanto, muitos leitores não conhecem as outras facetas do autor mundialmente conhecido por clássicos como A Máquina do Tempo e A Guerra dos Mundos. Um exemplo de publicação diferente é o conto A Porta no Muro que flerta com elementos de fantasia em pequenas doses ao mesmo tempo que provoca reflexões sobre a vida.

Publicado pela primeira vez em 1906, A Porta no Muro leva o leitor ao mundo de lembranças de Lionel Wallace, que certa vez encontrou uma misteriosa porta verde numa parede branca. Para um amigo, ele conta suas experiências após esse acontecimento inusitado. Cabe a nós confiar neste relato enquanto somos guiados através de uma jornada cheia de alegorias sobre o conflito da humanidade, entre atender ao chamado dos nossos sonhos ou a expectativa da sociedade.

Um detalhe que se sobressai na trama como um todo é a necessidade que a mesma cria de nos fazer desconfiar de Lionel. Apesar de todo o aspecto fantasioso dos seus relatos a forma como são feitos não parecem como delírios de um homem doente ou louco. Dessa forma, com essa construção na narrativa, o autor deixa clara a sua intenção de criar uma aura de dúvida.

No entanto, duvidar nesse caso não é uma coisa ruim. Pelo contrário. É uma oportunidade para observar cada experiência do protagonista como uma metáfora sobre diferentes aspectos da vida. Decifrar isso e entender o significado de cada acontecimento torna tudo mais interessante.

Esse aspecto simbólico de A Porta no Muro não é a sua única qualidade. Além do pequeno flerte com o fantástico temos também o outro lado da moeda: o resgate da realidade. O amigo do protagonista em questão deixa bem claro em um momento pontual que ele vê o mundo de forma diferente. Inclusive, sua definição de como se encerra a jornada de Lionel é incisiva a respeito disso. No entanto, a contribuição desse personagem vai além já que mostra como todos podemos ter um ponto de vista diferente sobre a mesma realidade.

Mais do que uma história simples, A Porta no Muro é também um lembrete sobre como as decisões moldam o nosso caminho. Não sabemos exatamente quais perigos nos aguardam ou que tipo de oportunidades poderão surgir a qualquer momento. E é por todos esses motivos que se torna recomendável ler o conto até mesmo mais de uma vez. Ao final de cada leitura, sua imaginação terá estímulos suficientes para enxergar o mundo a sua volta com outros olhos.

Adicione este conto à sua biblioteca! 

Conteúdo relacionado:

Sobre Marcus Alencar

Apresentador do Leituracast, Jornalista, blogueiro e um homem de diversas paixões. Amo quadrinhos, cinema e literatura, mas não necessariamente nessa ordem. Acima de tudo, amo a forma como esses meios de comunicação conseguem produzir obras capazes de nos tirar do lugar-comum e propiciar a reflexão. No caso dos livros, destaco toda a saga de Percy Jackson nas séries de livros do escritor Rick Riordan. Não sei se foi à identificação quase que imediata com o personagem central ou fato de sempre me interessar por mitologia grega, mas o importante é que esses livros despertaram de forma mágica meu interesse pela leitura assim como outras grandes obras já fizeram o mesmo comigo em outros períodos e de formas diferentes. Enfim, ler pra mim é uma viagem especial e mágica que sempre farei com muito prazer em qualquer época da minha vida