Arquivos de Tag: Contos

SHINE | UM HOMEM FRACIONADO (Final)

Para ler a parte 2, clique aqui.  _ Minha cara, não entrarei no mérito de estarem certos ou errados. Quem sou eu para saber o que é certo? Mas a pergunta é: vocês são felizes? Estão de fato satisfeitos ou sentem-se incompletos e não mudam a situação porque não conseguem? Helena não conseguiu responder. Comportou-se como se não soubesse a ... Leia Mais »

SHINE | UM HOMEM FRACIONADO (Parte 2)

Para ler a parte 1 clique aqui _ Ritinha. Ritinha. Terra chamando! _ Esse homem… Esse homem… É o meu marido. _ disse Rita, ainda sem se mexer fazendo crescer na atendente uma tensão inexplicável. _ O quê? Tá louca, minha filha?_ perguntou Helena certa de que a outra delirava. _ Esse terno… Eu que comprei pra ele. Dei de ... Leia Mais »

SHINE | UM HOMEM FRACIONADO

A professora Marina já apresentava a pauta de reunião de pais e mestres quando uma das mães, ao chegar um pouco atrasada, foi recebida com grosseria e provocações por outra: _ Ah… Chegou a covarde. Hoje resolvemos nossos problemas. De hoje não passa. A professora sabendo do que se tratava tentou impedir que um tumulto ocorresse ali na sala de ... Leia Mais »

SHINE | Borboletas Azuis (Final)

Leia aqui a parte 1 – Já que aqui estamos, aproveitemos – disse apenas. Mas ao descer pelo elevador, na manhã seguinte, indo para o táxi, ele percebeu-se mais empolgado. Aquele passeio faria bem ao casal. Que o fizessem inesquecível. Era um presente da esposa que queria agradá-lo. Por que não aproveitar? – refletia. Um homem muito simpático os esperava ... Leia Mais »

SHINE | Borboletas Azuis

Algo de belo e sobrenatural enlaçava aquelas vidas… e mortes. Já eram viúvos Heitor e Luíza quando estavam, naquela abafada noite de dezembro, no restaurante onde Clarissa, simpática amiga em comum, trabalhava. O restaurante era o favorito dos dois clientes, que passaram a cumprimentar-se cordialmente em consideração à querida funcionária. Apesar dos frequentes encontros no restaurante onde Clarissa trabalhava, o ... Leia Mais »

L&P | Bye Bye My Love

Nunca terei coragem de contar: essa semana sonhei que um ataque terrorista reduzia a pó esse aeroporto, nossa segunda casa. Como eu desejei um plantão de notícias a atrapalhar nosso pão de queijo e impedir seu embarque. Eu deveria me envergonhar, eu sei. Mas é feio dizer que eu não ligo? Você é proteção até no jeito de enxugar as ... Leia Mais »

L&P | Relatos do Sertão

D’noitinha, fico olhando o céu, imaginando o tamanho desse mundão de meu ‘sinhô’. Penso nas mazelas que prendem minha gente, no suor e na dor. Fico de cá imaginando, se em cada canto desse pedaço de chão, existe alguém, que como os meus, se levanta ao raiar do dia. Se toda a boa gente, que vive do lado de lá, ... Leia Mais »

Athaliba e Alagoas – L&P – parte 3 [final]

Por Vanessa Barros Leia a parte 2 – Eu sei que você quer me matar. Eu já não aguento mais. Todo dia me escondendo. Fugindo. Não vou mais a lugar nenhum. Nem pra padaria. Não durmo. Não como direito. Não tenho mais vontade de viver desse jeito. Aproveita, cara! Me mata agora! Tô aqui me entregando. Não aguento. Não aguento. ... Leia Mais »

Athaliba e Alagoas – L&P

Por Vanessa Barros O Athaliba era famoso na comunidade. Militar. Soldado do batalhão de guarda. Negro, muito alto e muito forte. Ficava muito na dele. Não era de maldades. Gostava de uma boa caninha de vez em quando. Falava grave, mas a voz lhe traía às vezes já que insinuava um quê de infantil. Amizades? Ninguém sabia se tinha. O ... Leia Mais »

Um casal que se merece – parte 8 [final]

Por Vanessa Barros Para ler a parte 7             O negócio foi fechado semanas depois. Levou tempo para que a timidez de Danilo fosse vencida. Estava realmente interessado em Yolanda. Chamaria a cliente para sair? Chamaria! Se ela não aceitasse, paciência. Mas ele tentaria. E a princípio, o pedido foi negado mesmo. Yolanda achou meio estranho. Mas negou com elegância, ... Leia Mais »