Capa » Resenhas » Resenha | Notas de amor-próprio – Alice Maulaz (organização) e vários autores
Resenha | Notas de amor-próprio – Alice Maulaz (organização) e vários autores

Resenha | Notas de amor-próprio – Alice Maulaz (organização) e vários autores

Em um primeiro momento, cuidar de si mesmo pode ser o tema perfeito para qualquer literatura de auto-ajuda. Por isso, um livro que se apresenta mais como um conjunto de imperativos óbvios, como a grande maioria das produções desse tipo, pode criar aquela sensação de tempo perdido e falta de uma experiência literária significativa. Com Notas de amor-próprio, isso não acontece de forma alguma. Organizada por Alice Maulaz, a publicação distribuída em formato digital traz contos variados de diversos autores sobre o amor que temos (ou deveríamos ter) por nós mesmos. Através de relatos de experiências e histórias sobre tudo o que envolve este sentimento, somos convidados a conhecer múltiplos olhares a respeito de algo tão necessário e importante: o amor-próprio.

Antes de compartilhar destaques sobre os contos desse livro, fica aqui um aviso para os navegantes de primeira viagem. Notas de amor-próprio segue um estilo diferente de antologia, o que pode surpreender alguns tipos de leitores e deixá-los intrigados. O motivo disso se deve ao fato de que alguns autores e autoras da publicação terem mais de uma contribuição neste trabalho, seja com poesia ou um conto mais pessoal. Outro detalhe que chama atenção é como esses escritos conseguem ser diferenciados e ao mesmo tempo complementares.

O primeiro e mais notável exemplo desse estilo está nas duas contribuições de Alice Maulaz. Para quem já conhece a beleza das poesias da autora através de suas postagens nas redes sociais, não há tanta surpresa em encontrar em sua poesia “A Peça” algo único e singular. O mesmo pode ser dito sobre “Papo de PUB”, um conto que segue seu estilo poético de forma mais sutil. Nessa curta história, somos conduzidos à uma viagem de metrô com observações curiosas seguidas de reflexões sobre as escolhas que fazemos em nossas jornadas e como nos sentimos em relação a elas. Não se surpreenda se sentir vontade de reler, principalmente por conta de citações como essa: 

“Aqui eu existo e me misturo entre todos. Somos apenas pontos neste mundo, mas o que eu desejo mesmo é ser um ponto feliz”

Outro conjunto de conto, poesia e prosa que merece uma atenção especial encontra-se nas palavras de Louise Branquinho. Em seu primeiro conto, “Oh, You Are The Feminist Tip”, a autora fala sobre a sua relação com o feminismo. Mais do que isso, como conhecer e lidar com os ideais do movimento feminista mudou sua percepção de mundo e de si mesma na sociedade. Trata-se de um relato necessário para mulheres refletirem sobre o que pensam a respeito do tema e como é necessário se permitir um olhar mais crítico que por sua vez leve a uma mudança de atitude cujo resultado final é benéfico. “Pare” e “Notas de Amor-próprio (e de realidade também)” servem como excelentes complementos mesmo abordando outros aspectos dessa mesma temática.

Com a escritora Juliana Medeiros, a abordagem da busca do amor-próprio ganha um outro tipo de profundidade. Trabalhando o sentimento de solidão e vazio após um término de relacionamento em “Me Encontrei Sozinha”, a escritora reflete justamente sobre como amar a si mesma em situações como essa. Em seguida, “Transbordar de amor” estabelece uma relação de continuidade mesmo se tratando de uma história diferente. O mesmo pode ser dito de “Solidificados Estão os Meus Sentimentos” que fecha com chave de ouro essa contribuição única para a antologia.

Quem também se destaca pela profundidade é Vanessa Nunes com “Anjo de Luz”. Em sua história, ela traz um relato emocionante, intenso e sensível que carrega consigo uma mensagem importante sobre não deixar que outras pessoas decidam nosso destino. Vale a pena cada detalhe dos momentos da vida de sua protagonista Juliana que vão desde uma jovem sonhadora à uma mulher equilibrada, realista e madura.

Um último e importante destaque fica por conta das poesias de Jhonatam Bueno.  “Cicatriz”, “Força”, “Frente à Tua Face”, “Lixo vs Luxo”, “Onde Encontrar a Felicidade”, Seja, Veja, Viva, Exista;” formam um conjunto especial. Cada poesia contribui de forma singular em sua reflexão sobre o amor-próprio. 

“Ser feliz é saber que vamos passar por tempestades, mas nada que um dia após o outro não melhore. É difícil entender, pelo menos agora, mas ser você mesmo é deixar um legado, é se fazer existir enquanto pessoa”

Enfim, Notas de amor-próprio é esse universo de experiências contadas de forma singular por cada um de seus autores. A sua variedade de conteúdo, o estilo diferenciado com que esse se apresenta e a poesia tornam essa antologia especial. Por isso, não é exagero falar que essa leitura é uma oportunidade única de parar e refletir sobre a importância de cuidar de nós mesmos.

Adicione este livro à sua biblioteca!

Assine o Kindle Unlimited e tenha acesso a este e muitos outros títulos!

Conteúdo relacionado:

Novos Autores 29 com Alice Maulaz

Novos Autores 41 com Juliana Medeiros

Leia mais sobre contos

Sobre Marcus Alencar

Avatar
Apresentador do Leituracast, Jornalista, blogueiro e um homem de diversas paixões. Amo quadrinhos, cinema e literatura, mas não necessariamente nessa ordem. Acima de tudo, amo a forma como esses meios de comunicação conseguem produzir obras capazes de nos tirar do lugar-comum e propiciar a reflexão. No caso dos livros, destaco toda a saga de Percy Jackson nas séries de livros do escritor Rick Riordan. Não sei se foi à identificação quase que imediata com o personagem central ou fato de sempre me interessar por mitologia grega, mas o importante é que esses livros despertaram de forma mágica meu interesse pela leitura assim como outras grandes obras já fizeram o mesmo comigo em outros períodos e de formas diferentes. Enfim, ler pra mim é uma viagem especial e mágica que sempre farei com muito prazer em qualquer época da minha vida