Cinema | A Liga da Justiça Sombria | Crítica

Cinema | A Liga da Justiça Sombria | Crítica

“A Liga da Justiça Sombria” é a nova animação da DC Comics. A história que já era conhecida pelos fãs de quadrinhos foi uma boa surpresa nesse início de 2017. Tal série na HQ tratava dos personagens místicos da DC e durou de 2011 a 2015, sem contar é claro nas diversas publicações de histórias paralelas; como a do próprio Constantine, O Monstro do Pântano e a Orquídea Negra.

Vale a pena relembrar que uma produção cinematográfica recente da Marvel (Concorrente da DC comics) foi sobre um personagem místico: “Dr. Estranho”. Porém os personagens dessa animação representaram bem o universo, não menos místico, da DC Comics.

O interessante foi a retomada de um personagem célebre da DC que estava esquecido: John Constantine. Nessa história, como tinha de ser, ele foi o protagonista, liderando “A Liga da Justiça Sombria”.

Batman, logicamente, foi o único personagem da Liga da Justiça que que atuou nessa animação ajudando Constantine e os seus parceiros a desvendarem uma sequência de eventos sombrios de possessão e alucinações demoníacas misteriosas.

Resumo :

Num breve resumo podemos dizer que “A Liga da Justiça Sombria” se depara com acontecimentos inexplicáveis que assombram o mundo todo. Com pessoas matando outras pessoas e dizendo que elas eram demônios. Sem nenhuma condição de resolver o caos que estas manifestações sobrenaturais estavam causando, Batman recorre a Zatanna Zatara, uma mágica.

Ela e o Desafiador/Boston Brand levam o Cavaleiro das Trevas até John Constantine. Outros personagens entram para o grupo, que irá lutar contra o mal que assola o mundo. São eles: Jason Blood/Etrigan, a Orquídea Negra e o Monstro do Pântano.

Após vasta investigação liderada por Constantine, eles descobrem o nome do vilão que está por trás dos acontecimentos é o Destino.

Merlin já havia no passado derrotado o Destino com ajuda de Jason Blood/Etrigan, porém ele estava de volta, querendo vingança e com desejo de terminar o que havia começado em tempos remotos.

“Meu nome é John Cosntantine!”

O marcante nessa animação é o aparecimento de Constantine. Desde o filme produzido em 2005 e uma série mal-sucedida em 2015 o personagem andava escondido pelo universo DC, figurando verdadeiramente somente nas HQs.

Uma coisa podemos dizer: As animações da DC Comics sempre antecipam novos filmes. Seria um novo filme de John Constantine? Não gostamos de dar notícias não oficiais, visto que desde 2006 temos boatos de “Constantine 2”, baseado na série em HQ premiada do personagem “Hellblazer: Constantine”. O que devemos é aguardar e torcer para isso. Por hora recomendamos matar a saudade do personagem com “A Liga da Justiça Sombria”.

Ficha técnica:

  • Lançamento: Janeiro de 2017 ;
  • Duração: 1h15min;
  • Elenco: Matt Ryan, Jason O’Mara, Camilla Luddington, Jerry O’Connell, Alfred Molina, Nicholas Turturro (vozes)
  • Direção: Jay Oliva

Assista ao trailer:

Artur Gueanori é CEO do portal OnLiterário e parceiro do Leituraverso. Além do trabalho realizado com a literatura, é também amante de filmes animações e HQs.

Sobre Marcus Alencar

Apresentador do Leituracast, Jornalista, blogueiro e um homem de diversas paixões. Amo quadrinhos, cinema e literatura, mas não necessariamente nessa ordem. Acima de tudo, amo a forma como esses meios de comunicação conseguem produzir obras capazes de nos tirar do lugar-comum e propiciar a reflexão. No caso dos livros, destaco toda a saga de Percy Jackson nas séries de livros do escritor Rick Riordan. Não sei se foi à identificação quase que imediata com o personagem central ou fato de sempre me interessar por mitologia grega, mas o importante é que esses livros despertaram de forma mágica meu interesse pela leitura assim como outras grandes obras já fizeram o mesmo comigo em outros períodos e de formas diferentes. Enfim, ler pra mim é uma viagem especial e mágica que sempre farei com muito prazer em qualquer época da minha vida